Guia para iniciantes: SEO para dropshipping

Como proprietário de uma loja de dropshipping, a primeira coisa que você precisa saber é como otimizar os resultados dos mecanismos de busca (SEO) para atrair mais clientes e gerar mais vendas. Sites de dropshipping têm obstáculos únicos de SEO, ao contrário de e-commerces tradicionais, então é importante que você saiba usar este recurso. Este guia para iniciantes foi feito para pessoas que ainda não conhecem o SEO – e também para aqueles que trabalham com o dropshipping ou com lojas baseadas em dados. Dito isto, qualquer pessoa que queira entender o SEO para iniciantes encontrará aqui alguns conselhos inestimáveis para aumentar o tráfego orgânico.

Este conceito é completamente novo para você? Não se preocupe! Aqui você aprenderá sobre SEO sem precisar de qualquer outro tipo de conhecimento extra.

A primeira coisa importante a observar antes de aprender a usar o SEO é que este quebra-cabeças tem muitas partes que precisam de atenção. O próprio Google está ficando cada vez mais sofisticado na sua análise de conteúdo de qualidade, portanto é importante entender as diferentes características que os algoritmos estão usando para ranquear conteúdos. Em outras palavras, o SEO não é tão simples como rechear um artigo com o maior número possível de palavras-chave otimizadas – pois requer também um bom conteúdo, bem-escrito e de alta qualidade, que acrescente conhecimento e apresente informações de forma útil aos seus leitores.

Este guia de SEO é estruturado em duas partes principais: na primeira seção cobriremos conceitos-chave sobre SEO e, depois, veremos algumas orientações práticas para a implementação das estratégias de SEO.

SEO para iniciantes

Antes de tudo, vamos discutir os fundamentos do SEO – afinal de contas, este é um artigo de SEO para iniciantes e nós dissemos que você não precisa de nenhum conhecimento extra para aproveitar a leitura deste artigo.

Vamos lá: SEO é a sigla em inglês para “otimização de mecanismos de busca”, e o resultado de um bom SEO são ranqueamentos mais altos quando uma pessoa acrescenta palavras-chave relacionadas a um sistema de busca. O objetivo aqui é aumentar o tráfego orgânico do seu site, isto é, o tráfego que você consegue gerar sem precisar usar publicidade paga. É uma estratégia incrível para a sua marca ganhar visibilidade e aumentar as vendas sem ter que investir tanto assim no orçamento de marketing.

O SEO na verdade é usado para vários tipos diferentes de buscas de conteúdo, incluindo fotos, vídeos, notícias e até mesmo trabalhos acadêmicos. Com a crescente popularidade de e-commerces que utilizam o modelo de dropshipping, saber usar o SEO corretamente pode ser um elemento crucial para destacar a sua loja da concorrência.

O SEO é composto de muitas práticas relacionadas diferentes e funciona melhor quando todas são utilizadas em conjunto. Um aspecto fundamental do SEO é incorporar palavras-chave cuidadosamente pesquisadas ao seu conteúdo. Pode ser tentador usar essas palavras-chave no artigo tanto quanto for possível, mas as práticas de SEO na verdade têm o objetivo de atingir um bom equilíbrio entre vários outros fatores, incluindo itens como originalidade, qualidade da escrita, links internos, estrutura do site, prova social e muito mais.

Outra questão importante é verificar com cuidado se o site tem algum tipo de erro ou problema que possa interferir no ranqueamento do Google, e sites como o Screaming Frog podem ajudar a identificar problemas como tempo de carregamento lento, responsividade móvel, estrutura do URL e formatação do conteúdo.

Depois que você estiver familiarizado com os diferentes conceitos e diferentes que são essenciais para o SEO, será fácil perceber a importância de otimizar a sua página de produto com palavras-chave, links e assim por diante. Pode ser tentador incluir o máximo possível de palavras-chave em uma parte do conteúdo ou enchê-lo de links internos, mas tenha cuidado. Acima de tudo, é preciso manter o conteúdo natural, legível e interessante. Este é um dos elementos essenciais para aprender a usar o SEO.

Observe também que aprender como usar o SEO não é algo que você possa fazer do dia para a noite – afinal, estamos falando de um conjunto de estratégias que funciona melhor com uma abordagem a longo prazo; além disso, é essencial que você esteja dedicado a investigar os vários elementos da prática do SEO e a manter-se atualizado sobre eles, pois tudo pode mudar conforme a análise de dados se torna mais sofisticada.

Com esta compreensão básica de SEO e o que é incluído nas classificações criadas pelo Google, vamos explorar mais detalhadamente alguns conceitos-chave associados ao SEO que determinam o sucesso do ranqueamento e do tráfego orgânico.

Conceitos-chave

Antes de discutirmos formas práticas de impulsionar o seu ranqueamento com estratégias de SEO, precisamos cobrir alguns conceitos-chave, pois nenhum guia de SEO estaria completo sem eles – especialmente um para iniciantes!

Orientações para a contagem de palavras-chave

O tamanho do conteúdo das páginas do seu site tem um papel importante no ranqueamento de SEO – especialmente para e-commerces de dropshipping. Quanto mais palavras forem incluídas na sua página de conteúdo, mais fácil é para os sistemas de busca entenderem sobre o que a página é. Na verdade, este é um dos aspectos mais fundamentais e amplamente conhecidos do SEO.

A primeira coisa a fazer é incluir essas palavras-chave em uma proporção que seja otimizada de acordo com o volume geral do texto. Por isso, como parte deste guia de SEO, recomendamos que inclua de 350 a 500 palavras por página. Não se esqueça de que o conteúdo precisa ser útil ao seu usuário, para que ele tenha uma experiência positiva quando visitar sua loja.

Como o objetivo é criar um texto pareça natural e seja útil para quem visita o seu site, enchê-lo de conteúdo no final de uma página ou escondê-lo sob um menu ou outro campo expansível possivelmente não será uma boa estratégia. Em vez disso, pense muito bem sobre o conteúdo que incorpora ao seu site: se estiver tentando incluir mais conteúdo em uma página de categoria, por exemplo, tente acrescentar o conteúdo na forma de uma introdução para dar as boas-vindas aos visitantes. Se for uma página de produto, por outro lado, é possível acrescentar um conteúdo que descreva cada produto detalhadamente.

As perguntas a seguir podem – e devem – servir de inspiração se você não souber o que escrever:

  • O que é?
  • Para quem é?
  • Onde pode ser usado?
  • Quando é a melhor hora para usá-lo?
  • Por que os seus clientes devem usá-lo?
  • Como deve ser usado?

Não se esqueça de descrever a vantagem competitiva do seu produto!

Tags H1 para SEO

Agora, vamos falar de cabeçalhos e tags. A tag H1 é como o título de um livro: quando os sistemas de busca o leem, é uma das primeiras coisas que descrevem o que um visitante encontrará no seu site. Se for uma página de produto, a tag H1 será o título do produto. Se for uma categoria, será o nome da categoria. Tente usar modificadores como “Melhor”, “Maior” e “Compre”, tal como é explicado neste artigo.

Assim como nos nomes de imagens e tags alt, que discutiremos mais tarde, não exagere nas palavras-chave nas suas tags H1, pois o Google pode considerar o conteúdo como spam – e você pode até receber uma penalização por superotimização se fizer isso. Note a repetição de “chapéus azuis” no exemplo do que não fazer aqui embaixo. Isso nada mais é do que um excesso de palavras-chave:

Uma boa tag H1:

<h1>Chapéus azuis</h1>

Uma tag H1 ruim:

<h1>Nossos pequenos chapéus azuis divertidos estão à venda. Compre chapéus azuis da sua loja de chapéus azuis hoje mesmo</h1>

Tags de título para SEO

No SEO de dropshipping, as tags de título são importantes – afinal, quando alguém usa um sistema de busca, é essa tag que se destaca nos resultados da pesquisa. Idealmente, a tag de título deve ter menos de 55 caracteres e deve ser relevante em relação aos termos de pesquisa para os quais você quer ranquear – e também precisa ser atraente o bastante para estimular alguém a clicar nela.

A tag de título também é exibida na aba Favoritos quando uma pessoa marca uma página e quando usa os botões do navegador no canto superior esquerdo da tela conforme avança e volta. Além disso, a tag de título também é exibida no histórico de navegação de uma pessoa.

Já ficou clara a importância dessa tag, não é mesmo?

seo-title-tagComo usar SEO nas suas metadescrições

Outro conceito importante de SEO é a metadescrição – o pequeno texto que aparece diretamente abaixo da tag de título e deve ter, idealmente, algo entre 120 e 155 caracteres. As metadescrições devem ser relevantes e descrever o que a pessoa encontrará na página se clicar no link. Se você dominar este aspecto do nosso guia para iniciantes em SEO, já se destacará na multidão.

Quando se fala especificamente de SEO para o dropshipping, é importante fazer de tudo para que as suas tags de descrição estimulem cliques. Dê à pessoa uma razão para querer clicar e visitar o seu site, usando a metadescrição para destacar o que ela encontrará. Você pode incluir informações sobre um ótimo preço, um guia para fazer algo ou uma lista que chame a atenção. Leia as tags de título e as metadescrições das páginas de ranqueamento mais alto para ter inspiração e exemplos – e pense: “como posso escrever algo que seja ainda melhor?”

seo-meta-description

Como usar SEO em links internos

Outro aspecto crucial do SEO são os links. Os links internos são aqueles que redirecionam de uma página no seu site a outra – e são completamente diferentes dos backlinks e links externos. Os links internos sempre devem ter a tag html “do follow”. Desta forma, você sinaliza para os rastreadores de sites dos sistemas de busca que é possível navegar até a página a que o link se refere, o que concede poder de ranqueamento daquela página à seguinte. Em outras palavras, você pode usar links internos para dizer aos sistemas de busca quais páginas ranquear. E é claro que isso também ajuda os seus clientes a descobrir outras páginas do seu site.

No caso do SEO para dropshipping, os links internos usam palavras-chave específicas para indicar aos sistemas de busca quais páginas você quer que sejam ranqueadas. Além disso, esses links também ajudam a categorizar o seu site para os sistemas de busca e a impulsionar a autoridade de domínio. Se você tiver um artigo muito bom, um infográfico com muita autoridade ou backlinks de qualidade, acrescentar um link interno relacionado a uma palavra-chave descritiva pode ajudar no ranqueamento da página.

Vale destacar, portanto, que quanto mais links internos uma página tiver, menos autoridade cada uma pode passar. Se a página tiver dois links internos, por exemplo, cada um deles passa a autoridade de 50%. Três links, então, representam um índice de 33,3%. Você também deve incluir na equação a navegação, os links de categoria e o resto dos itens mencionados.

A posição do link também tem um certo peso. Se você tiver três links internos e um tiver mais relevância no conteúdo do que os outros dois, o mais alto pode conseguir 60% de autoridade e os outros, 20% cada um. Se você quiser, pode até mesmo otimizar esses links internos.

O fato é que os links internos são muito importantes para o SEO. Acrescente-os quando forem relevantes e relacionados, mas não exagere. Desta forma, você atingirá o equilíbrio certo para impulsionar o ranqueamento sem afetar a naturalidade do conteúdo.

Guia de SEO para backlinks

Os backlinks têm uma função importante na condução de tráfego ao seu site, pois são eles que redirecionam clientes e visitantes de outros locais. Combinados com o conteúdo do site, os backlinks são os meios mais importantes para conseguir que um site seja bem ranqueado em sistemas de busca – que tomam medidas extremas para garantir que os backlinks de um site sejam orgânicos. Por isso mesmo, você deve evitar comprar backlinks para aumentar a sua autoridade de domínio, pois o seu site será penalizado.

Aqui está o básico que você precisa saber sobre os backlinks:

  • Do follow: passa autoridade e ajuda o site a ranquear melhor;
  • No follow: aponta para o seu site, mas não passa autoridade, portanto não ajuda no ranqueamento. Eles contêm rel=”nofollow” em algum lugar na tag <a href =” ”>. Você precisa de uma mistura natural de links do follow e no follow;
  • Rico em palavras-chave (texto âncora): estes são links de frases ou palavras-chave (âncoras) específicas;
  • Natural: links naturais serão baseados no nome da sua empresa, seu nome ou uma variação do URL ou marca;
  • Não natural: os links não naturais são aqueles com parâmetros de rastreamento anexados, links do follow em posts patrocinados ou algo que não teria ocorrido naturalmente como links a uma página de categoria em um site de e-commerce, por exemplo, um link de afiliado.

Ter palavras-chave demais ou backlinks não naturais pode levar a penalidades – por isso mesmo, não coloque muitos deles. O ideal é que eles representem menos de 20%, possivelmente até 10% do seu perfil de total de links.

Como usar melhor o SEO com links externos

Outra parte importante deste guia para iniciantes em SEO é entender como os links externos funcionam. Quando clicados, os links externos levam um visitante a outros sites diferentes do seu. Se você tem uma loja de e-commerce, incorpore links externos apenas em posts do blog. Boas razões para acrescentar um link externo a um post do blog incluem o caso de fornecer um site ou mencionar algo relevante para o seu público.

Antes de acrescentar qualquer link externo, é importante que você primeiro entenda os links do follow e no follow. Depois disso, reflita:

  • Inserir um link para este site beneficiará meu leitor?
  • A página cujo link estou fornecendo ficará ativa por muito tempo ou pode ser fechada em breve?
  • Existe outro conteúdo no site que pode ser irrelevante ou que não seja bom para os meus leitores?

Se você respondeu sim às duas primeiras perguntas e não à terceira, este é provavelmente um bom site para inserir o link.

Entretanto, vale lembrar que a razão pela qual não se deve colocar links externos em uma página de compras é que isso pode distraí-la de realizar uma compra.

Links canônicos: orientações de SEO para iniciantes

O próximo tópico deste guia de SEO para iniciantes são os links canônicos, que dizem aos sistemas de busca qual página deve ser indexada nos resultados de pesquisa deles. Vamos supor que você tenha três páginas no seu site que mostram o mesmo produto, conteúdo e imagem. Você deve usar um link canônico para indicar qual é a página certa para indexar. Observe que você não vai querer todas as três competindo uma contra a outra pelo espaço, muito menos problemas de conteúdo duplicado.

Se estiver executando um teste A/B para determinar o desempenho de páginas da sua loja, você também pode querer usar links canônicos.

Crie um sitemap da sua estratégia de SEO

Uma orientação essencial para principiantes em SEO é aprender a usar essa estratégia para criar um sitemap, que nada mais é do que uma lista com todas as páginas do seu site sobre as quais o Google deveria saber. Elas são divididas a partir das páginas de nível mais alto no seu site e incluem categorias, subcategorias e páginas de produto. Você pode criar sitemaps de várias formas com links e feeds XML – mas lembre-se de evitar ter redirecionamento a páginas 404 ou 301.

Como a paginação pode impulsionar o ranqueamento

Outro aspecto importante do SEO é a paginação – ou seja, a série de páginas no seu site. Pense em uma página de categoria de produto que contenha as páginas 2, 3, 4, 5 e assim por diante. Antigamente, você teria que usar um link canônico para uma página que tinha todos os seus produtos nela, mas agora o Google criou o rel prev e rel next. Ao incorporá-los em uma série paginada, você pode guiá-los pela série sem ter que se preocupar que o Google lhe imponha penalidades por conteúdo duplicado, como mencionado acima.

Orientações de SEO para schema

Schema.org é um recurso criado por todos os principais sistemas de busca. Ele fornece o código e fragmentos para passar aos sistemas de busca as especificações da sua página.

E o melhor é que, acrescentando o código schema às suas páginas (é muito mais fácil do que você pensa, não se preocupe), você pode ajudar os principais sistemas de busca a descobrirem a sua página, além de mostrar o que o usuário final encontrará por lá. É como se você gerasse novos recursos para mostrar nos resultados de pesquisa (imagens de vídeos ao lado de um resultado) e outras definições da experiência do usuário. O schema é um aspecto importante do SEO e muitas vezes subestimado, embora possa ser uma grande vantagem em um site de dropshipping.

Feeds de dados e SEO

Antes de partirmos para as dicas e truques práticos que você pode usar para impulsionar seu ranqueamento e tráfego orgânico de SEO, é importante discutirmos uma expressão que foi usada algumas vezes neste guia: “feed de dados”.

Se estiver trabalhando com dropshipping, é provável que você esteja extraindo muita informação sobre os seus produtos, como descrições, fotos ou dados de produto básicos de um feed de dados de produto. Os feed de dados é um arquivo de informações disponibilizado pelo fornecedor, acessível para os vendedores no momento da importação de itens para as suas lojas. Não há dúvida de que os feeds de dados são incrivelmente úteis para proprietários de lojas de e-commerce, especialmente quando os produtos estão sendo enviados por dropshipping. No entanto, não basta copiar e colar os conteúdos de um feed de dados na sua loja sem mudar nada, porque isso é considerado conteúdo duplicado (falaremos sobre isso mais adiante).

Como usar uma estratégia de SEO: dicas e truques

Agora que cobrimos os conceitos-chave associados ao conhecimento de como usar o SEO de forma eficaz, a segunda parte deste guia para iniciantes está cheia de dicas e truques práticos que você pode usar para aplicar todas as informações mencionadas acima.

Evite usar conteúdo duplicado

Nenhum guia sobre SEO estaria completo se não destacarmos a importância de evitar o conteúdo duplicado sempre que for possível. Conteúdo duplicado é quando dois sites têm o mesmo conteúdo (e em casos graves, exatamente o mesmo código).

As lojas que trabalham com dropshipping normalmente não mantêm estoques, então elas confiam muito em feeds de dados fornecidos por outras lojas, depósitos e fabricantes, como feeds XML e planilhas que fornecem produtos e inventário às suas lojas.

Como o conteúdo, as imagens, as descrições e todo o resto dos feeds são distribuídos para todos os sites e e-commerces, o conteúdo não é “único”; e, como não é único, os sites criados com eles acabam com um problema que costuma ser chamado de “conteúdo duplicado”.

Isso significa que os sistemas de busca têm dificuldade para saber o que deve ser ranqueado e o que pode ser descartado. Sites de feed de dados raramente atingem bons ranqueamentos de SEO se usarem os feeds fornecidos (duplicados), e é por isso que também é importante seguir as dicas abaixo para compensar qualquer uso destas informações de feed de dados nos seus ranqueamentos.

Melhore o ranqueamento de SEO com imagens únicas

A próxima dica para impulsionar o ranqueamento envolve tirar suas próprias fotos originais de produtos. Ainda que represente um pouco de trabalho extra no começo, isso ajudará a melhorar o seu ranqueamento no SEO – e distinguirá a sua loja das outras que estão vendendo os mesmos itens por dropshipping, evitando também o conteúdo duplicado.

Se você não puder tirar suas próprias fotos, baixe as imagens dos produtos do feed de dados. Depois, renomeie-as para que descrevam o produto na imagem e transfira-as para o seu banco de dados e servidor.

Tenha em mente que o modo como você renomeia essas imagens também é importante. Se vender chapéus azuis de tamanho médio e grandes, não confunda os sistemas de busca chamando as duas imagens de chapéu azul no seu site de e-commerce: chamar as imagens de chapeu-azul-medio.jpg e chapeu-azul-grande.jpg será melhor para o sistema de busca. Pode parecer besteira, mas este é um passo essencial no guia para iniciantes de SEO, então não deixe de segui-lo!

Acrescente tags alt às imagens

Lembre-se também de que a sua tag alt deve refletir o nome da imagem – afinal, este é um elemento que muitos sistemas de busca usam para ranquear e exibir uma imagem. É assim que ela aparece no HTML:

<img src = ”image_url” alt = ”insira_a_tag_alt_aqui”>

Otimize os títulos das imagens

Outro segredo para aprender a usar bem o SEO é acrescentar títulos de imagem e legendas. Se decidir usá-los, eles devem ser semelhantes ou exatamente iguais aos nomes das imagens e tags alt. O atributo de título deve ser incluído na seção do HTML de título = ”inserir título aqui”.

Só não exagere. Não é uma boa ideia encher os nomes das imagens ou tags com palavras-chave e termos descritivos (modificadores) demais, e o site pode ser penalizado.

Uma alternativa é otimizar os seus nomes de arquivo de imagem, tags alt e títulos usando um aplicativo de terceiros como o Minifier.

Crie boas descrições de produto

As descrições de produto que você importa, se deixadas inalteradas, também são consideradas conteúdo duplicado. Esta é uma das coisas mais importantes que você vai querer corrigir. Como já estabelecemos, ter conteúdo único e útil nas suas páginas destacará você dos seus concorrentes.

Uma das muitas orientações importantes de SEO é que as descrições longas e curtas de produto devem ser únicas. Se as suas descrições de produto forem iguais às de todo o mundo, você corre o risco de não aparecer nos sistemas de busca. Escrever descrições originais, úteis e precisas é fundamental para conseguir que estas páginas tenham palavras-chave long tail altamente competitivas. Se fizer as descrições de produto perfeitas, então você já estará bem encaminhado no uso do SEO na sua loja de e-commerce.

Mostre as especificações dos produtos

Se os seus produtos tiverem especificações no feed de dados, encontre um modo único de mostrar ou falar sobre isso, em vez de apenas copiar e colar as informações. Embora os sistemas de busca esperem que as especificações sejam iguais em sua natureza, isso não significa que você não possa dar detalhes sobre o que elas significam ou mostrá-las de um modo único e mais útil.

Guia para iniciantes em SEO: o que não fazer

Existem muitas orientações para iniciantes em SEO por aí, com atalhos e jeitinhos para conseguir backlinks de forma rápida e fácil, ou modos de impulsionar tráfego sem mergulhar muito na aprendizagem de SEO.

No SEO de dropshipping, contudo, muitas destas táticas dúbias podem levar o seu site a ser penalizado – e, infelizmente, isso pode significar o fim do seu e-commerce. Por isso mesmo, o último ponto deste guia de uso do SEO quer reforçar a importância de não seguir o caminho mais fácil. Aqui estão alguns pontos finais sobre o que evitar ao tentar otimizar sua loja online e direcionar mais tráfego orgânico a ela.

Isto é o que você deve EVITAR ao construir links:

  • Submissão de diretórios: a menos que sejam 100% de nicho, tenham conteúdo relevante e sejam atualizados manualmente. Prefira o ‘no follow’, é muito melhor se decidir usá-los;
  • Comentários de blog: não os use, especialmente se forem baseados em palavras-chave;
  • Comentários e links de fóruns: como são muito fáceis de fazer e qualquer pessoa pode consegui-los, os sistemas de busca os desaprovam;
  • Construtores de links automatizados: programas que usam bots e rastreadores para comentar em blogs, fóruns e comunidades para você. Usar este método pode criar uma péssima imagem para a marca dentro das comunidades online relevantes e entre blogueiros. Além disso, os backlinks são mapeados direto para o seu site, o que facilita a sua penalização;
  • Trocas de links: tente evitar links recíprocos. Muitos deles não parecem naturais e na verdade é uma das primeiras práticas ruins de SEO a ser penalizada pelo Google;
  • Link farms: sites e serviços que saem por aí criando link farms são outro jeito de ser mapeado e penalizado;
  • Posts patrocinados: oferecer dinheiro ou produtos a pessoas ou influenciadores em troca de um post com um link “do follow” pode fazer o seu site (e o deles) ser penalizado. É melhor trabalhar com verdadeiros influenciadores, mas garantir que tudo seja “no follow” para que o seu site não corra o risco de ser penalizado.

SEO para iniciantes: conclusão

Há muita coisa envolvida no SEO para o dropshipping. Não importa a forma que você trabalha: se usa um feed de dados, ou tem uma loja de e-commerce de dropshipping ou mesmo estoca produtos, este guia de SEO apresenta os fundamentos de como otimizar sua loja com o SEO.

Observe que uma parte do trabalho para fazer estas dicas e conceitos-chave funcionarem é atualizar o seu conteúdo regularmente, mas o SEO não é um modo rápido ou fácil de impulsionar tráfego. Pode ser necessário ter um certo nível de conhecimento complexo para realmente dominá-lo e é uma abordagem de longo prazo.  Contudo, você já está no caminho certo!

Assim que começar a ver os resultados dos seus esforços, você verá que o SEO é uma parte fundamental na criação de tráfego orgânico do seu e-commerce, então seja paciente e não desista!

Com o que aprendeu neste guia para iniciantes em SEO, em qual das orientações você vai trabalhar primeiro? Conte para a gente nos comentários abaixo!

Quer saber mais?

Vem para o Oberlo

Venha para o Oberlo e ganhe uma conta no plano Starter.

Assine agora mesmo

Nós usamos cookies para melhorar o desempenho do site e criar uma experiência de navegação totalmente exclusiva. Se você aceitar navegar pelo nosso site, estará aceitando também a nossa política de privacidade.